Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Quarta, 18 Agosto 2021 15:29
INVESTIMENTO

Governo triplica repasse para a merenda da rede estadual no retorno às aulas presenciais em AL

Programa Mais Merenda garante aumento na verba para aquisição de itens alimentícios, além de melhorar a qualidade nutricional das refeições ofertadas aos alunos

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Governo de Alagoas triplica investimentos na merenda escolar Governo de Alagoas triplica investimentos na merenda escolar Thiago Ataíde
Texto de Ana Paula Lins

O Governo de Alagoas triplicou, com recursos próprios, o valor do repasse para a merenda da rede estadual de ensino. A medida faz parte do programa Mais Merenda, onde o Estado vai repassar às escolas uma verba extra para complementar o que já é destinado via Governo Federal pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e, dessa forma, aumentar o investimento na alimentação, totalizando um aporte adicional de R$20,3 milhões e beneficiando alunos da Educação Básica de 248 unidades de ensino parcial.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) já iniciou o pagamento das parcelas referentes aos meses de julho, agosto e setembro, totalizando mais de R$ 6 milhões, o que permitirá aos estudantes um retorno às atividades presenciais já com um cardápio mais robusto e nutritivo, com maior quantitativo de frutas e hortaliças e variabilidade no preparo das refeições. É o que explica o secretário de Estado da Educação, Rafael Brito.

“Em virtude da crise econômica vivida em todo o Brasil, o valor atualmente repassado pelo Governo Federal ficou defasado e, por isso, entendemos que era necessário complementar esse repasse com recursos estaduais. Estaremos oferecendo também uma merenda três vezes melhor ao nosso aluno que, muitas vezes, tem nela a sua principal refeição do dia: conseguimos incluir, em refeições básicas, itens como raízes, cuscuz, macarrão, proteínas de maior qualidade. Dessa forma, elevando o valor nutricional da alimentação, também propiciamos uma retomada às aulas com mais qualidade”, destaca Brito.

Ensino integral

As 248 unidades contempladas pelo programa são de ensino parcial (com as turmas estudando em um só turno) ou Centros de Atendimento Educacional Especializado. As unidades que integram o Programa Alagoano de Ensino Integral (pALei) já recebem uma verba diferenciada por servirem cinco refeições diárias a seus alunos.