Notícia

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
Sexta, 19 Fevereiro 2021 19:02
VOLTA ÀS AULAS

Atividades escolares da rede estadual começam no dia 1º de março

Cronograma de ações começa com planejamento do ano letivo 2021

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Anúncios foram feitos em coletiva, com o governador Anúncios foram feitos em coletiva, com o governador Thiago Ataide
Texto de Warner Filho

As atividades escolares da rede estadual vão iniciar no dia 1º de março. A informação foi divulgada hoje (19) pelo secretário da pasta, Fábio Guedes, numa coletiva realizada no Palácio República dos Palmares, com a presença do governador Renan Filho e do secretário da saúde, Alexandre Ayres.

As ações iniciais tem o objetivo de restabelecer o vínculo dos servidores com as escolas e fazer a busca ativa dos alunos, respeitando os protocolos sanitários e de saúde. Fábio destacou ainda a necessidade de retomada do calendário letivo de 2021, definido por portaria, com continuum acadêmico, unificando os calendários 2020 e 2021.

“A proposta da Seduc é garantir a retomada das atividades, com a continuidade da preparação das escolas, planejamento das atividades escolares, acadêmicas e didáticas. As atividades não vão ser necessariamente presenciais, mas estamos nos preparando toda a rede e a comunidade escolar para um possível retorno, tão logo as condições sanitárias estejam mais próprias”, detalha.

Plano de retomada

Um plano estadual de retomada das aulas está sendo concretizado e deve ser lançado, em breve. A meta é garantir a descentralização de recursos. Os valores vão ser repassados diretamente para os diretores das escolas, dando autonomia para que façam as adequações de acordo com as necessidades individuais de cada escola. A iniciativa vai diminuir os trâmites administrativos, agilizando a execução das ações.

“Essa recomendação foi feita pelo governador e a seguimos. Muitas escolas já conseguiram fazer a instalação de pias para higienização das mãos, tapetes sanitizantes, totens e dispensers de álcool 70% para garantir a segurança do ambiente. Detalhe: tudo com recursos do ano passado. Agora, isso vai ser impulsionado com um aporte de recursos expressivo, a ser anunciado”, reforça.

Guedes adiantou, também, a possibilidade de criação de um programa de inovação tecnológica para permitir maior conectividade digital para professores e estudantes, facilitando o acesso ao conteúdo pedagógico e didático transmitido de modo remoto.

“Alagoas foi o sexto estado do país com menos dias sem aulas em 2020. Nos antecipamos para ter um plano de atividades acadêmicas em 2020, superando vários estados que tiveram até 100 dias sem aulas. Entrevistamos cerca de 6 mil profissionais para entender como esse trabalho aconteceu e o modelo pode ser aprimorado, caso não haja possibilidade de atividades presenciais”, explica.

Diálogo com municípios

Mais da metade das 310 escolas distribuídas nos 102 municípios já está apta para o retorno, conforme levantamento técnico, feito pela Seduc. A maior parte, no interior.

A maioria dos prefeitos optou pela retomada das aulas, em consonância com as ações da Seduc. A pasta também tem mantido diálogo permanente com os secretários de educação dos municípios para alinhar as estratégias de retorno, mesmo diante da ausência de uma política nacional de imunização. A ideia é permitir adaptações que respeitem as particularidades de cada município.

Pagamentos

A partir deste mês, todos os servidores da educação vão receber o salário ainda no mês trabalhado, no dia 30, exceto em fevereiro, que este ano termina no dia 28. A iniciativa inédita em Alagoas facilita a gestão financeira dos profissionais e beneficia a economia local.

Além disso, por orientação do governo, a Seduc está organizandoo pagamento de aproximadamente 4 mil processos de progressão, abertos entre 1998 e 2020, retroativos, progressão e mudança de letras para vários profissionais da educação.

“O valor do pagamento é de 13,5 milhões de reais. É um montante muito considerável que vai beneficiar os servidores e a economia estadual como um todo. A quantia se soma a do rateio do Fundeb, paga neste primeiro bimestre para todos os servidores da educação, e prova a valorização da secretaria para com a categoria”, destaca.