Educação Jovens e Adultos

EDUCAÇÃO

Secretaria de Estado da Educação de Alagoas
A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino que garante a um público diferenciado - jovens e adultos (a partir de 15 anos para o ensino fundamental e 18 anos para o ensino médio) - o direito à escolarização básica em igualdade de condições, por meio da formação humana, social, científica e se orienta pela concepção de educação ao longo da vida.
 
A idade mínima para ingresso na EJA é 15 (quinze) anos completos no ato da matrícula para o Ensino Fundamental e 18 (dezoito) anos completos para o Ensino Médio, conforme estabelece As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos RESOLUÇÃO CNE/CEB Nº 1, DE 5 DE JULHO DE 2000 e a RESOLUÇÃO CEE/AL Nº. 18/2002-CEE que Regulamenta a Educação de Jovens e Adultos no âmbito do Sistema Estadual de Ensino de Alagoas.

CONSULTE AQUI A RELAÇÃO DE ESCOLAS QUE OFERTAM EJA.

LEGISLAÇÃO:

1. PORTARIA/SEDUC Nº 471/2019 EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

2. RESOLUÇÃO 050 DO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

3. PORTARIA EXAMES ESPECIAIS

 AÇÕES E PROGRAMAS

1- Escolarização de Jovens e Adultos– Formato Presencial

Na rede estadual de ensino, conforme dados do Educacenso de 2020, existem 202 escolas de ensino fundamental e médio que ofertam a modalidade EJA presencial, nos turnos diurno e noturno. A Secretaria, também assegura escolarização, em parcerias com outras Instituições, para os seguintes públicos:

2. Escolarização para as Pessoas Privadas de Liberdade e  Adolescentes em cumprimento de medidas sócio educativa;

3. Exames Alagoanos da educação de Jovens – Certificação do Ensino Fundamental;

4. Programa de Formação Docente em Serviço – Pacto Alagoano pelas diversidades – PADVIS;

5. Realização de Encontros e Seminários de Educação e Diversidades;

6. Implantação dos Centros de Educação de Jovens e Adultos – CEJAS no Estado de Alagoas.

 CENTROS DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - CEJAS

CENTROSGEREMUNICÍPIO
Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA – Paulo Freire 1 ª Maceió
Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA – Remi Lima Palmeira dos Índios
 
 Obs.: Os CEJA são responsáveis, também, pela aplicação dos exames especiais previstos na resolução 18/ 2002 - CEE / AL.
 
O atendimento é realizado nos munícipios de Maceió e Palmeira dos índios.
 
* Maceió – Centro de Educação de Jovens e Adultos Paulo Freire - Fone 3315-3279 - Rua João Pessoa , s/n Centro – Maceió /Alagoas
* Palmeira dos Índios – Centro de Educação de Jovens e Adultos Remy Maia – fone 3420-1618 Rua Francisco Moura s/n - Centro, Palmeira dos Índios - Alagoas.
 
Os exames são aplicados por todas as Gerências Regionais de Educação (GERE). E cada Gere tem uma escola indicada para a aplicação, abaixo: 
 
 
RELAÇÃO ESCOLA EJA
 
 
 HISTÓRICO:
 
EJA FUNDAMENTAL 1º E 2º SEGMENTOS
ATENDIMENTO 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Estadual 21.387 11.643 25.229 20.387 13.057 13.178 13.776 10.969
Municipal 77.566 72.786 71.330 68.491 70.113 79.588 77.229 70.474
TOTAL 99.823 85.411 97.327 89.829 84.224 93.957 91.005 81.443
 
EJA MÉDIO
ATENDIMENTO 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Estadual 10.934 10.325 10.211 11.221 13.212 17.183 18.623 21.211
TOTAL 12.860 11.767 11.780 12.686 1.130 18.387 18.623 21.211

PRINT CAPA

A idade mínima para ingresso na EJA é 15 (quinze) anos completos no ato da matrícula para o Ensino Fundamental e 18 (dezoito) anos completos para o Ensino Médio, conforme estabelece As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos RESOLUÇÃO CNE/CEB Nº 1, DE 5 DE JULHO DE 2000 e a RESOLUÇÃO CEE/AL Nº. 18/2002-CEE que Regulamenta a Educação de Jovens e Adultos no âmbito do Sistema Estadual de Ensino de Alagoas.

O Programa de Educação em Espaços de Restrição e Privação de Liberdade é desenvolvido por intermédio da Escola Estadual educador Paulo Jorge dos Santos Rodrigues, atende aos jovens e adultos internos de estabelecimentos prisionais, socioeducativos e tem como objetivo a oferta de Educação Básica na perspectiva do direito à educação com base na LDB 9.394/1996, no ECA 8.069/1990 e conforme estabelece a Resolução CEE – 02/2014 do Conselho Estadual de Educação.

Além da Educação Básica ofertada pelos CEJA, há o Programa Vem que dá tempo,  que é uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação e os municípios em regime de colaboração. 

PROGRAMA VEM QUE DÁ TEMPO

Para garantir os direitos de aprendizado dos estudantes da educação básica da Rede Estadual o programa concederá cartão estudantil como bolsa permancência do estudante, paga por meio de cartão estudantil.

EJA MODULAR 

A EJA inclui ainda, o EJA Modular. Uma nova modalidade em curto espaço de tempo para o ensino médio para maiores de 18 anos. A oferta é organizada em quatro módulos - práticas de linguagem, Matemática, Ciências Humanas e Ciências da natureza - cada com duração de 50 a 75 dias.

Os módulos são ofertados independentes entre si e sem ordem para iniciar e o aluno deverá, obrigatoriamente, cumprir um módulo por matrícula. Desta forma, após cursar os quatro módulos, ele conclui o ensino médio em 200 dias (formato diurno) ou 300 dias (noturno). Outro atrativo desta modalidade é o fato da mesma ser integrada à formação profissional, sendo oferecido um curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) durante os quatro módulos.

- Unidades que ofertam a EJA Modular: Em 2021, a modalidade estende-se a cada unidade com EJA Médio da rede estadual. 

Acesse aqui a lista das escolas:RELAÇÃO DE ESCOLAS QUE OFERTAM EJA MODULAR.