Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Comunicação Sala de Imprensa Notícias 2017 Julho Pacto Alagoano pelas Diversidades é apresentado à comunidade escolar
13/07/2017 - 09h49m

Pacto Alagoano pelas Diversidades é apresentado à comunidade escolar

Programa de Formação Continuada lançado pela Seduc visa atender profissionais de educação para atuarem em todas as diversidades e modalidades

Pacto Alagoano pelas Diversidades é apresentado à comunidade escolar
Texto de Manuella Nobre

Após dois anos de construção, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da Gerência de Diversidade e Modalidades da Superintendência de Políticas Educacionais, apresentou nesta quarta-feira (12), no Cepa, o Pacto Alagoano pelas Diversidades (PADIVS).

Na ocasião, a comunidade escolar pôde conhecer o Programa de Formação Continuada, que visa reflexões, discussões e desenvolvimento profissional acerca das modalidades e diversidades no âmbito da Educação e Direitos Humanos (EDH).

 De acordo com o superintendente de Políticas Educacionais da Seduc, Ricardo Lisboa, o programa sugere mudanças significativas no contexto escolar, buscando a convivência, a tolerância e a valorização da pessoa humana na sociedade atual.

“O Pacto Alagoano Pelas Diversidades tem o intuito de mobilizar todos pelas diversidades encontradas nas escolas, como o estudante negro, indígena, com deficiência, da comunidade LGBT. Há dois anos, a Seduc constrói e planeja este pacto, que engloba pais, comunidades, família. As pessoas precisam enxergar a outra como um parceiro, que se possa incluir, ensinar e aprender. Não tem como fazer educação se a gente não entende a pessoa com suas particularidades”, avalia o superintendente.

Formações

De acordo com o superintendente, inicialmente, as formações do PADIVS foram disponibilizadas a gestores, professores, coordenadores, articuladores de ensino e técnicos da rede pública estadual, mas estão disponíveis às redes públicas municipais que fizerem adesão ao Pacto.

O programa está dividido em oito temáticas, com cadernos específicos, a serem trabalhados até o final do ano. Cada módulo terá 40 horas, sendo cinco horas presenciais e 35h em ambiente virtual, finalizando com a socialização nas escolas em atividades voltadas aos alunos.

Neste primeiro momento foram disponibilizadas 150 vagas em três módulos apresentados também nesta quarta-feira (12): Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação Especial e Diversidades com o caderno Étnico-Racial.

E-sala

As formações e materiais trabalhados estarão disponíveis no portal E-sala. O ambiente virtual de formação foi outra novidade da Seduc, apresentada aos participantes do lançamento do Pacto.

“O portal de EAD, o E-sala, é uma iniciativa inovadora, onde pudemos disponibilizar aulas na escola. Os professores interessados podem falar com a gente caso desejem utilizar a plataforma, que permite uma nova perspectiva de ensino a distância”, disponibiliza Ricardo Lisboa.

A gerente de Diversidades e Modalidades da Seduc, Fátima Rebelo, comemora o lançamento. “Para nós é uma vitória e um desafio. O Pacto embasa, fortalece e articula o dia a dia no espaço escolar. Essa construção vem fortalecer as diversidades, com a preparação dos profissionais, mas visando atingir, principalmente, o estudante, fazendo com que este se sinta cada vez mais pertencido à escola”, declara Fátima Rebelo.

Ações do documento