Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Comunicação Sala de Imprensa Notícias 2017 Abril Povo Wassu Cocal promove discussão sobre educação
20/04/2017 - 12h42m

Povo Wassu Cocal promove discussão sobre educação

Ação foi realizada em Joaquim Gomes e integra programação do Dia da Resistência Indígena

Povo Wassu Cocal promove discussão sobre educação

Texto Manuella Nobre

Fotos: José Demétrio


Nesta quarta-feira (19), dia em que comemoram a resistência indígena (19), o povo Wassu Cocal, de Joaquim Gomes, escolheu a educação como tema de debate. A programação foi realizada na Escola Estadual José Máximo de Oliveira e também contou com diversas manifestações culturais e religiosas. As festividades tiveram início às 8h com a celebração de missa com batizados, seguidas de apresentações culturais, pintura e artesanato além de educação, saúde, organizações indígenas e território.

 

Uma das lideranças da comunidade Wassu Cocal, o coordenador pedagógico Igor Herbert Freitas conta que os estudantes desenvolvem inúmeros projetos educacionais, de leitura e escrita, de resgate, propagação e avivamento das lendas, histórias e cultura local.

 

"São microprojetos que nascem de um ponto central, que é a manutenção e valorização da nossa cultura. A forma diferenciada de trabalhar a educação na escola indígena faz com que o aluno aprenda dentro da sua própria comunidade, com elementos do seu dia a dia”, destaca.

 

Parceria - Igor também aponta os resultados positivos obtidos em conjunto com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) por meio de programas como Pacto pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), Escola 10 e o curso de gestão de aprendizagem ministrado pela Fundação Lemann.

 

“Estas ações e projetos trazem novos elementos e perspectivas para que o professor se aproprie melhor desses elementos tradicionais em sala de aula, na condução do ensino e aprendizagem", avalia Igor.

 

Atualmente, a comunidade Wassu Cocal dispõe de quatro escolas indígenas que atendem da  educação infantil ao ensino médio, beneficiando cerca de 700 alunos entre crianças e adolescentes.

 

"Eles têm registrado muitos avanços e conquistado grandes projetos. E a Seduc tem dado todo apoio, com professores e servidores de apoio da própria comunidade. A maioria dos docentes já possui licenciatura e até especialização. Eles são focados no ensino e conduzem os projetos com total dedicação", frisa gerente da 12ª Gerência Regional de Educação (Gere), Elisabeth Macena.
Ações do documento