Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Comunicação Sala de Imprensa Notícias 2015 Novembro Alunos da rede estadual de Atalaia apresentam trabalhos no Matfest
25/11/2015 - 10h25m

Alunos da rede estadual de Atalaia apresentam trabalhos no Matfest

Evento voltado aos estudantes do ensino básico prossegue esta quinta, no campus da Ufal

Alunos da rede estadual de Atalaia apresentam trabalhos no Matfest

Alunos apresentaram um trabalho sobre ‘Geometria Espacial’ e outra turma fez apresentação sobre as ‘Curiosidades da Matemática’ (Fotos: José Demétrio)

Ricardo Rodrigues

 

Alunos da Escola Estadual Floriano Peixoto, localizada na cidade de Atalaia, apresentaram nesta terça-feira (24/11), dois trabalhos na edição deste ano do Matfest – evento promovido pelo Instituto de Matemática da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) para estudantes do ensino básico de escolas públicas e particulares. 

 

O evento prossegue até esta quinta-feira (26), no campus da Ufal, no Tabuleiro do Martins, em Maceió. Ao todo, 32 trabalhos foram selecionados para participar do Matfest 2015, representando cerca de 20 instituições de ensino, entre públicas e particulares. Dezesseis trabalhos foram apresentados na terça-feira e outros dezesseis serão apresentados na quinta.

 

De acordo com o professor de Matemática Artur Isidoro dos Santos Neto, da Escola Estadual Floriano Peixoto, uma turma apresentou um trabalho sobre ‘Geometria Espacial’ e outra turma fez apresentação sobre as ‘Curiosidades da Matemática’. 

 

Presente no cotidiano 

 

As alunas Lucélia Maria dos Santos, de 19 anos, e Carla Vanessa Souza Silva, de 17 anos, declararam que, em seus trabalhos, procuraram mostrar que a matemática é algo mais próximo e acessível do que muitos imaginam.

 

 “No nosso trabalho sobre Geometria Especial mostramos que a matemática está presente no nosso dia-a-dia”, afirmou Lucélia. 

 

“Praticamente todas as formas geométricas estão representadas no nosso trabalho, na maquete da praça e da igreja matriz, bem como nos objetos mais simples, como a bola, uma lata de leite, uma casquinha de sorvete, uma caixa de fósforos”, acrescentou Carla Vanessa. 

 

A outra turma da escola de Atalaia apresentou entre as curiosidades da matemática, desafios interativos onde, por meio de perguntas e operações simples, o interlocutor realiza os exercícios e o resultado é adivinhado pelos integrantes da banca. 

 

“Isso mostra que aprender matemática não é nenhum bicho de sete cabeças, qualquer um pode se interessar e praticar”, afirmou a professora Elisa Sena, que integra a coordenação do evento.

 

Avaliação

 

Segundo o coordenador do evento, Isnaldo Isaac, os três melhores trabalhos de cada categoria – ensino fundamental e médio – serão premiados. A premiação será entregue nesta quinta-feira à noite, durante o encerramento do evento, no auditório da reitoria da Ufal, no campus universitário. 

 

“O nível dos trabalhos está sendo considerado, pelos observadores, como acima da expectativa. De forma que teremos dificuldade para escolher os melhores”, afirmou Isnaldo Isaac. “Os temas são variados, mas todos têm um traço em comum: a importância da matemática no nosso cotidiano”, complementou. 

 

Rosileide Alencar, gerente da 4ª Gerência Regional de Educação (Gere), também prestigiou o evento e destacou a importância da iniciativa. "É sempre um privilégio termos nossas escolas da envolvidas em um evento como este, que trata de uma disciplina que muitos consideram difícil, como é o caso da matemática.  Nossa meta é aprimorarmos ainda mais nosso ensino de forma que os alunos se envolvam ainda mais não só com a matemática, mas todas as disciplinas. Dessa forma, teremos melhoras em nossos índices educacionais", avaliou. 

Ações do documento