Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Comunicação Sala de Imprensa Notícias 2013 Fevereiro Alunos de Murici superam dificuldades e passam no vestibular
04/02/2013 - 16h00m

Alunos de Murici superam dificuldades e passam no vestibular

Dois anos e meio depois da cheia que atingiu município, pelos menos 12 estudantes da Escola Professor Loureiro passam no Sisu e no ProUni

Alunos de Murici superam dificuldades e passam no vestibular

Estudantes foram homenageados pela escola

Texto: Ricardo Rodrigues
Foto: José Demétrio

Superação. Essa foi a palavra mais usada pelos professores para parabenizar os 12 alunos da Escola Estadual Professor Loureiro que passaram no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e no Programa Universidade Para Todos (ProUni) no vestibular de 2012.

A conquista foi comemorada com um lanche servido pela escola dois anos e meio depois da enchente que devastou os municípios do Vale do Mundaú. Em junho de 2010, a cheia que invadiu Murici quase derrubou o prédio da Escola Professor Loureiro, que fica na parte baixa da cidade.

Apesar dos estragos, a direção da escola - com o apoio de professores, funcionários e da 7ª Coordenadoria Regional de Ensino - fez de tudo para que os alunos não perdessem o ano letivo.

Até o final de 2010, as aulas foram ministradas em salas improvisadas em outra escola do Estado, que fica na parte alta da cidade. Aos sábados, as aulas perdidas eram repostas e um grupo de professores preparava os alunos para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O esforço valeu a pena: pouco mais de dois anos após a tragédia, 12 alunos da unidade escolar não só passaram de ano como foram aprovados no Sisu e no ProUni.

 Dedicação
- “Escola pública, quando bem dirigida, também aprova alunos no vestibular das universidades públicas. Basta que o aluno se dedique e procure aproveitar as oportunidades”, afirmou Rosário Sarmento, coordenadora da 7ª CRE.

Para ela, o sucesso dos alunos aprovados no vestibular é fruto do trabalho e da dedicação do corpo docente da escola, que não mediu esforços para colocar a unidade de ensino em funcionamento logo após a cheia.

“Eles são vencedores por natureza, porque não se abatem diante das dificuldades e nunca desistem”, acrescentou Fabíola Souza, diretora da Escola Professora Loureiro.

Fabíola lembra que, logo após a enchente, a escola ficou com quase um metro de lama. A sujeira era tanta que deixou a equipe desolada, diante do desafio da limpeza. O prédio antigo da Escola Professor Loureiro recebeu novo mobiliário, pintura e equipamentos para serem utilizados no ano letivo de 2011.

“Unimos forças e, com o apoio dos nossos parceiros, recuperamos a escola. Agora, estamos aguardando apenas a construção de um novo prédio e um outro local, para que possamos fazer a mudança”, comenta Fabíola. Segundo a diretora, o terreno do novo prédio já está sendo preparado para começar a construção.

Aprovados- Andressa Calheiros, 18 anos, que fez todo o Ensino Médio na Professor Loureiro, passou em Economia na Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Para ela, as aulas aos sábados contribuíram decisivamente para sua aprovação.

Juliana Santos Silva, 23 anos, aprovada em Pedagogia na Ufal e na Unopar, diz que o incentivo dos professores foi fundamental para resgatar a autoestima da turma e aumentar a confiança de todos na possibilidade de sucesso.

Rosane Lopes, 22 anos, também passou em Pedagogia, mas pela Unipe. Ela diz que optou por esse curso porque já atua na área como monitora do Projeto Mais Educação.

Paula Doraine Santos Ferreira, 19 anos, foi aprovada em primeiro lugar em Terapia Ocupacional na Uncisal. Ela revelou que as aulas aos sábados na escola e os estudos em casa ajudaram muito no desempenho. “Escolhi esse curso porque gosto de cuidar das pessoas, de crianças e idosos. Por isso, não vejo a hora de começar”, afirmou.

Zelito Andrade, 19 anos, passou em Segurança no Trabalho na Faculdade Maurício de Nassau. Como não conseguiu aprovação no ProUni, vai pagar uma mensalidade de R$ 328, mas, mesmo assim, está bastante animado para encarar o curso.

Bruno Henrique, de 16 anos, foi aprovado em Serviço Social na Ufal e no ProUni em mais duas faculdades particulares. “Como a Ufal é uma universidade pública, optei por ela e estou bastante feliz com o meu desempenho”, afirmou.

Luciana (Serviço Social/Ufal), Leandro Silva (Letras/Unopar), Igor Belo (Serviço Social), Rayssa Bruna (Serviço Social/Unopar) e Camila Oliveira foram outros alunos da Escola Professor Loureiro aprovados no vestibular 2012.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3
Enquete
Por quais meios você obtém informações e/ou notícias da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte - SEE? Marque até duas opções.









Votos: 1136

revistaeletronica-reduc.gif

SAGEAL-Propostas-Logomarca

informacoes-enem.jpg

educacao-dengue.jpg

observatorio-astronomico.jpg